Avanços em plataformas direcionadas ao consumidor e soluções empresariais são algumas das prioridades de investimento anunciadas para este ano.

google-inteligencia-artificial Google deve trabalhar mais com IA em 2024

Avanços na área de Inteligência Artificial (IA), abrangendo desde plataformas direcionadas ao consumidor até soluções empresariais, são algumas das prioridades de investimento anunciadas pelo Google para 2024. Além de metas externas, o CEO da empresa, Sundar Pichai, divulgou um memorando para todos os seus colaboradores incluindo ainda o objetivo de tornar a organização mais eficiente internamente.

Pichai estabeleceu sete metas para o Google neste ano. Elas englobam a proposta de desenvolver a inteligência artificial mais segura, responsável e avançada do mundo. Melhorias na área de criatividade, aprendizado, conhecimento e produtividade também integram a lista. Além disso, a multinacional planeja criar dispositivos de computação pessoal e plataformas que sejam úteis e ajudem os usuários em suas atividades cotidianas.

Outras pretensões do Google são permitir que empresas e desenvolvedores inovem no Google Cloud e oferecer plataformas e produtos confiáveis. Dentro das propostas de criações que atendam tanto à demanda interna quanto externa, estão otimizar a eficiência, velocidade e produtividade dos serviços da companhia, reduzir custos e construir uma empresa melhor para funcionários e para o mundo.

O desenvolvimento de recursos de IA generativa para atender às necessidades e desejos das pessoas foi um dos principais focos anunciado para 2024. Melhorias no ecossistema Android foram divulgadas, por exemplo, com o lançamento da funcionalidade Circle to Search, disponível nos aparelhos Pixel e Samsung S24.

Veja também:  Novo celular da Tesla que deve ser lançado em 2024: Preço

Para continuar investindo, contudo, o CEO indicou que deve acontecer uma reorganização de áreas de produtos e funções. Segundo ele, o intuito é simplificar a execução e dar mais agilidade a alguns setores. Para melhor dar andamento a essa proposta, o Google promete permitir ou tentar realocar os colaboradores em vagas abertas da empresa.

Chatbot avançado é uma das novidades já lançadas

No início de fevereiro, o Google liberou a versão mais avançada de seu aplicativo de IA generativa, o Gemini, chatbot sucessor do Bard. Entre as novidades anunciadas pela empresa, está o Gemini Advanced, ferramenta paga que dá acesso a uma versão mais completa do robô.

O plano gratuito oferece permite o uso do modelo de IA “Pro 1.0”, direcionando a tarefas mais simples. Já a assinatura paga conta com o “Ultra 1.0”, que tem a proposta de ser útil para atividades mais complexas e que demandam mais raciocínio lógico. De acordo com parecer do Google, neste modelo, é possível interpretar melhor o contexto em meio a mensagens mais antigas e manter diálogos mais longos.

Além disso, a versão Gemini pode ser utilizada para a elaboração de questionários acerca do tema estudado ou, por exemplo, para a criação de códigos de programação complexos. A IA pode ser acessada na ferramenta para navegadores, na integração com o app do Google no iOS e no aplicativo para Android.

Veja também:  Como Mudar o Teclado do Whatsapp?

Papel do SEO e das agências de assessoria de imprensa na era da IA

O futuro do marketing digital nacional também aguarda desafios à medida que o Google intensifica seus esforços internacionais para incorporar a IA em seus serviços, conforme observa Flávia Crizanto, fundadora da Experta – empresa especialista em estratégias de SEO, link building, marketing de conteúdo e assessoria de imprensa digital. Adotar estratégias éticas de link building, por exemplo, e comprar backlinks brasileiros são alguns fatores importantes para melhorar a visibilidade online e atrair tráfego qualificado para os sites das marcas.

Além disso, conforme o Google se prepara para uma maior integração da inteligência artificial em seus serviços, as agências de assessoria de imprensa e os serviços de link building são exemplos de áreas que enfrentam um ambiente em constante transformação e devem lidar com essas novidades de maneira cada vez mais intrínseca ao seu dia a dia. Segundo a especialista, para obter sucesso nesse cenário, é crucial adaptar-se a novas tendências e tecnologias.

Enquanto a IA oferece meios para gerar insights sobre o público-alvo e automatizar tarefas, uma agência de assessoria de imprensa desempenha função estratégica na construção e na manutenção da reputação online das marcas e empresas. Ao fazer das ferramentas de IA aliadas no trabalho, aprimorando as práticas e a expertise em comunicação, esse setor pode oferecer produtos e serviços personalizados, o que ajuda as companhias a se posicionarem de maneira mais competitiva no mercado.