É chegado a hora de planejar a elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), o projeto mais importante do estudante universitário na reta final da graduação, e vem a seguinte pergunta: Como fazer um TCC de forma objetiva? De imediato, essa não é uma pergunta de resposta pronta, pois vivemos na era da informação e há diversos documentos na internet relatando como fazer um TCC. Para responder tal pergunta, o aluno passará algumas horas na rede mundial de computadores filtrando os materiais de maior relevância e mesmo assim ele não terá certeza se estará seguindo o caminho certo.

como-fazer-tcc Como Fazer um TCC de Forma Objetiva?

Para que o TCC seja produzido com qualidade, rapidez e praticidade, o estudante precisa identificar em seu curso a área do conhecimento que ele mais se identifica. Assim, ficará mais fácil escolher o tema da monografia e direcionar a busca de obras científicas nas bases de dados. Como exemplo, vamos citar o curso de Medicina. Digamos que um estudante tenha interesse em fazer o TCC na área de Neurociência por possuir curiosidade sobre o funcionamento do cérebro humano. Desse modo, o discente pode estabelecer como temática geral o cérebro humano e buscar especificar o que exatamente ele vai desenvolver no seu estudo. Pode ser uma pesquisa exploratória sobre a evolução história do cérebro humano, pode ser um estudo de caso do cérebro humano de pacientes idosos atendidos em uma clínica de um município, ou ainda pode ser o estado ativo do cérebro de um grupo de pessoas que não faziam atividades físicas e passaram a fazer. São infinitas as possibilidades de combinações de estudos dentro de uma temática geral visando a construção de um TCC (nesse caso na área de saúde).

Veja também:  PCI Concursos Abertos em 2024: Como se inscrever

Com o tema bem definido, é momento do estudante se aprofundar no assunto fazendo buscas de artigos científicos em bases de dados, podendo usar o Google Acadêmico, a SciELO, a base Scopus ou a Base Web of Science. Caso o estudante não domine a língua inglesa, é melhor utilizar as duas primeiras plataformas mencionadas. Dominando, o inglês, pode-se empregar as duas últimas plataformas citadas. O objetivo aqui é baixar os artigos mais relevantes, fazer leitura crítica e se aprofundar no assunto para a construção da seção de referencial teórico.

Na seção de revisão de literatura (referencial teórico), o estudante pode organizar os tópicos e subtópicos de forma ordenada a partir de mapa mental, com o intuito de visualizar globalmente a estrutura dessa seção.É necessário coletar trechos dos parágrafos consultados, fazer paráfrases (interpretação do que foi lido) e realizar a citação indireta. Essa forma de citação tende a ser mais preferível do que a citação direta, pois mostra que o aluno estudou o conteúdo e interpretou, apresentando certo nível de domínio sobre a temática escolhida.

Na seção de metodologia o aluno planeja a execução de cada etapa de sua pesquisa, seja ela qualitativa, quantitativa ou ambas. É importante levantar quais materiais serão necessários para o desenvolvimento do projeto bem como definir claramente os métodos empregados. Seguindo adiante, na seção de resultados e discussão, o aluno utilizará de gráficos e tabelas para expor aquilo de mais relevante que ele obteve no seu estudo, além de comentar com profundidade o comportamento das variáveis do fenômeno em análise.

Veja também:  10 Melhores Cursinhos Pré-vestibular Online Gratuito de 2024

Na seção de conclusão, o estudante vai sintetizar o início, meio e fim da pesquisa, destacando os resultados mais importantes que ele obteve, além de apontar trabalhos futuros. Posteriormente, os elementos pré-textuais e pós-textuais somados à formatação ABNT começam a ser trabalhados para deixar a escrita científica no padrão exigido pelo correspondente curso de graduação.

Finalizada a parte escrita do TCC, o foco é direcionado para a preparação da apresentação, que precisa destacar mais imagens, tabelas e menos textos, para que seja comprovado o domínio do tema pelo estudante. É recomendado que o discente treine várias vezes sua apresentação, a fim de estar mais seguro e calmo frente à banca examinadora.