Polícia Civil do DF prende trio que armou emboscada para matar rival

A 19ª Delegacia de Polícia (Ceilândia) deflagrou, na manhã desta sexta-feira (25/9), a Operação Prato Frio. Três pessoas foram presas por homicídio qualificado. O crime ocorreu em junho deste ano, no Sol Nascente.A vítima é Vagner Oliveira Araújo, conhecido como Baianinho. Investigações apontaram que o homem, dois meses antes de ser morto, estava em um bar usando cocaína com alguns conhecidos, entre eles duas pessoas conhecidas como “Neguinho” e “Galeguinho”. Nessa ocasião, o celular de Baianinho foi subtraído e ele, então, atribuiu o furto a Galeguinho.No dia seguinte, a vítima foi tirar satisfação com o colega e acabou dando uma cabeçada no nariz dele. Após ser agredido, o suspeito afirmou: “Você quebrou o meu nariz. Isso não vai ficar assim, não!”.Mais sobre o assuntoSegurançaPCDF divulga imagem de mulher acusada de vender falsos pacotes de viagemCristiana Araújo Costa, 35 anos, pode até ter fugido do Brasil, segundo as investigaçõesSegurançaPCDF prende homem acusado de atirar na perna da namoradaCaso aconteceu em junho deste ano e Jefferson Martins Araújo era procurado desde entãoDistrito FederalPCDF prende falso policial que sequestrava e extorquia traficantesO suspeito usava uma carteira funcional da PMGO falsa, distintivo e arma de fogo. O flagrante ocorreu na noite dessa quarta-feira (23/9)Distrito FederalPapiloscopista policial preso pela PCDF vendia dados sigilosos de delegadosAs conexões suspeitas de Edward Higino haviam sido alvo de relatório entregue à Corregedoria da corporação em janeiroDistrito FederalVídeo. PCDF prende dupla de assaltantes que roubou loja de celularesUm dos autores estava em prisão domiciliar e o outro cumpria liberdade provisória com utilização de tornozeleira eletrônicaDias após a desavença, a Baianinho teria agredido, ainda, um outro rapaz, apelidado de “Javali”, também com uma cabeçada no rosto. A briga ocorreu durante uma partida de sinuca ocorrida em um bar. Segundo a 19ª DP, essa agressão teria sido motivada por desavenças quanto ao pagamento de apostas relacionadas às partidas de sinuca.Diante dos fatos, Neguinho, que era amigo dos dois agredidos, acabou se “solidarizando” com o caso. De acordo com o delegado Rafael Catunda, da 19ª DP, os três realizaram uma “emboscada” para Vagner, o Baianinho. Ficaram aguardando a vítima sair de uma festa, com objetivo de matá-lo durante o trajeto até em casa.Galeguinho disparou várias vezes contra a vítima. Ele usou uma pistola calibre .380, arma emprestada por Javali. Como a vítima não morreu imediatamente, Neguinho tomou a arma de Galeguinho e efetuou mais disparos. Em seguida, os executores deixaram o local no veículo dirigido por Javali.PCDF prende trio que armou emboscada e matou rival9PCDFPCDF prende trio que armou emboscada e matou rival8PCDFPCDF prende trio que armou emboscada e matou rival7PCDFPCDF prende trio que armou emboscada e matou rival6PCDFPCDF prende trio que armou emboscada e matou rival5PCDFPCDF prende trio que armou emboscada e matou rival4PCDFPCDF prende trio que armou emboscada e matou rival3PCDFPCDF prende trio que armou emboscada e matou rival2PCDFPCDF prende trio que armou emboscada e matou rival1PCDFpreso”Javali”preso”Galeguinho”preso”Neguinho”0Os presos na Operação Prato Frio responderão pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil, emboscada e recurso que impediu a defesa da vítima. Além disso, Neguinho será indiciado pelo crime de uso de documento falso. Os presos tinham passagem por homicídio, roubo e tráfico de drogas.Prato FrioO nome da operação faz referecia ao ditado popular “A vingança é um prato que se come frio”, pois o homicídio investigado decorreu de uma vingança por uma briga anterior.

Fonte: Metropoles