Arquivos

Categorias

  • Nenhuma categoria

Em momento delicado, Bahia enfrenta o Corinthians em São Paulo

Vencer fora de casa é algo que o Bahia ainda persegue no Campeonato Brasileiro. Nos próximos jogos, o tricolor vai ter chances para alcançar o objetivo. Depois de dois confrontos seguidos em Pituaçu o Esquadrão tem agora uma sequência de três partidas como visitante. A primeira é nesta quarta-feira (16), quando visita o Corinthians, às 21h30, na Neo Química Arena, em São Paulo. Depois enfrenta Athletico-PR e Botafogo nos dias 26 e 30, nesta ordem.

O desejo da primeira vitória longe de Salvador vem acompanhado da necessidade de voltar a vencer, o que não acontece há sete partidas. As consequências são sentidas na tabela: o clube inicia a rodada na 16ª colocação, na boca da zona de rebaixamento, com a mesma pontuação do Botafogo, primeiro time no Z4.
Por isso, os jogadores sabem que não há mais margem para erro. “É um momento muito complicado. A gente não queria passar por isso, mas nós sabemos que o Brasileiro não é um campeonato fácil. Creio eu que a gente tem trabalhado no dia a dia para melhorar. As coisas não têm encaixado, os gols não têm saído, mas com a chegada do novo treinador é um trabalho diferente. A gente tem focado no que ele vem pedindo. Creio eu que a gente vai passar por esse momento o mais rápido possível para voltar aos triunfos”, analisa o lateral Juninho Capixaba.
O duelo entre tricolores e alvinegros vai ser também a chance para o técnico Mano Menezes apagar a impressão que deixou durante a sua estreia no comando do tricolor. No primeiro jogo de Mano à frente do clube, o Esquadrão caiu para o Atlético-GO em casa por 1×0.

“A resposta positiva é, como a gente fala, botar a bunda no chão. Tem que correr, batalhar. A gente tem cometido um erro muito grande, que é tomar gol. Então quando não toma gol, fica mais fácil para sair na frente do placar. Dar o máximo, se dedicar, que as coisas vão acontecer”, continua Capixaba.
Se no Bahia o momento não é o melhor, do outro lado a situação é parecida. As duas equipes estão coladinhas na tabela. Com os mesmos nove pontos, o Corinthians leva vantagem no saldo de gols e ocupa a 15ª colocação. A semana em Itaquera foi marcada por pressão, com os jogadores tendo sido hostilizados durante o desembarque após a derrota por 2×1 para o Fluminense no Maracanã.
Ontem, o presidente do clube paulista, Andrés Sanchez, chegou a dizer que o elenco está assustado com as ameaças que vem recebendo.  “Os jogadores estão muito assustados e tristes, eu também. No dia seguinte, ficar ameaçando jogador e familiares é ridículo. Nas redes sociais, não se sabe quem está falando, isso é muito ruim. Os jogadores estão se recuperando”, explicou.

Prováveis escalações Mano Menezes vai ser forçado a fazer mudanças na equipe do Bahia. Expulso contra o Atlético-GO, Juninho está suspenso e, com isso, Lucas Fonseca deve formar a dupla de zaga com Ernando. Por contrato, Fessin também está fora do jogo, mas o meia-atacante já seria reserva.
No meio-campo, Gregore volta a ficar à disposição após cumprir suspensão e surge como opção para o lugar de Jadson ou Ronaldo. A tendência é que Mano também faça alterações por opção tática. Reserva contra o Atlético-GO, o meia Daniel pode voltar ao time. Além dele, o volante Edson é outro cotado para começar o jogo.
No Corinthians, o técnico interino Dyego Coelho tem pelo menos cinco desfalques. O principal é o centroavante Jô, suspenso. Pelo mesmo motivo, o volante Gabriel fica fora, assim como os lesionados Michel Macedo, Luan e Boselli.

Coelho ainda aguarda para saber se vai contar com o lateral direito Fágner. O jogador sofreu uma fratura na mão esquerda e ficou afastado das últimas atividades, mas é provável que seja liberado pelo departamento médico e escalado entre os titulares. Caso não seja, Igor Formiga, de 21 anos, está entre os relacionados.
Corinthians: Cássio, Fágner, Gil, Danilo Avelar e Lucas Piton; Cantillo, Ramiro, Mateus Vital e Otero; Everaldo e Mosquito.
Bahia: Douglas, Nino Paraíba (Edson), Ernando, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Gregore, Ronaldo e Rodriguinho; Élber, Gilberto e Clayson.

Fonte: Correio24horas