Arquivos

Categorias

  • Nenhuma categoria

Apetite da China por petróleo deve ser maior do que parece

(Bloomberg) – O aumento das compras chinesas de misturas de combustíveis neste ano sinaliza que a demanda por petróleo no maior importador mundial é provavelmente maior do que os números oficiais indicam, segundo o braço de trading da gigante de refino Sinopec.O consumo de combustíveis na China já estava nos níveis do ano anterior em maio, disse Fairy Wang Pei, responsável pelo departamento de pesquisa e estratégia da Unipec, durante a conferência Platts APPEC 2020.No entanto, as compras de petróleo de ciclo leve e aromáticos mistos, que não são registradas nos dados de importação de petróleo, significam que a recuperação da demanda do país pode ser ainda mais impressionante do que se pensava, disse a especialista.

As compras de petróleo por refinarias chinesas têm desempenhado um grande papel no apoio aos preços globais neste ano, já que a maior economia da Ásia emergia da crise de coronavírus enquanto a Europa e os EUA decretavam quarentenas.As compras diminuíram a partir do pico em junho – em meio ao congestionamento dos portos e refinarias independentes sem cotas -, e a previsão é de que permaneçam lentas neste mês.As importações chinesas de aromáticos mistos – usados para a mistura com a gasolina – dobraram nos primeiros sete meses de 2020 em relação ao ano anterior, disse Wang. As compras de LCO, usado para produzir diesel, aumentaram 115%, e os embarques de asfalto diluído subiram quase 800%, afirmou.A demanda por petróleo na China caiu 3,5% de janeiro a julho em relação ao ano anterior, segundo dados da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma.“A demanda por petróleo da China se recuperou em um ritmo muito rápido”, disse Wang. A demanda real provavelmente será maior do que os números oficiais, disse.

Fonte: InfoMoney