Arquivos

Categorias

  • Nenhuma categoria

Rafaella defende Neymar Jr. após ele acusar jogador de racismo: “Revolta”

Rafaella Santos usou suas redes sociais para defender o irmão, Neymar Jr., após o jogador acusar o zagueiro Álvaro González, do Olympique de Marselha, de racismo na partida desse domingo (13/9). Ney afirma que o espanhol o teria chamado de “macaco filho da puta”.“Vitórias e derrotas a gente aprendeu a lidar com o Juninho desde que ele é muito novinho, eu mais ainda, porque sou mais nova do que ele. Ele me ensinou que faz parte! Cresci assim, entre choros de derrotas e lágrimas das vitórias. Isso, mesmo eu ficando nervosa nos jogos, entendo que é o esporte. Aprendemos em todas as ocasiões, mas com racismo não! [Para] isso não existe consolo, não existe lágrima, existe revolta e desespero”, declarou Rafaella em um post no Instagram depois do jogo.Mais sobre o assuntoFutebolNeymar acusa rival de racismo e é expulso em volta ao PSG: “Esse babaca”Ele retornou aos gramados neste domingo após se recuperar de Covid-19, mas o resultado não foi o que ele esperava dentro e fora de campoFutebolNeymar não alivia para zagueiro acusado de racismo: “Você não tem caráter”Álvaro González tentou se defender ao postar foto com colegas negros do Olympique de MarselhaRafaella Santos e NeymarRafaella usou seu Instagram para defender o irmãoNeymar PSGEle acusou um jogador espanhol de chamá-lo de “macaco filho da puta”Aurelien Meunier – PSG/PSG via Getty Imagesneymar rafaellaNeymar e a irmã, RafaellaReprodução/Instagramneymar-rafaella-tatuagem2-Neymar e a irmã, RafaellaReprodução/Instagramrafaella neymar 02Neymar e a irmã, RafaellaArquivo Pessoal0Ela ainda comentou sobre a falta de punição para Gonzaléz e disse que o sentimento é de “frustração”: “Dia após dia fatos como esse de hoje, que ocorreu com meu irmão, ocorrem na vida e no esporte. E esses criminosos seguem aí, sem punição, rindo e debochando de seus crimes. Racismo é crime!”.Neymar Jr. revidou o insulto dando um tapa na cabeça de González, o que fez com que ele fosse expulso da partida.

Fonte: Metropoles