Arquivos

Categorias

  • Nenhuma categoria

Tesla quer exportar carros fabricados na China para Europa, Ásia

As ações da Tesla subiram quase 500% de janeiro ao final de agosto (Imagem: Reuters/Arnd Wiegmann)
A Tesla (TSLA) planeja enviar carros fabricados em sua Shanghai Gigafactory para outros mercados da Ásia e da Europa, segundo pessoas a par do assunto, em meio ao plano da empresa de cortar custos dos embarques e fabricar veículos mais perto dos clientes.
O Tesla Model 3 fabricado na China para entrega no exterior deve iniciar a produção em massa no quarto trimestre, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas.
Segundo as fontes, os mercados-alvo incluem Cingapura, Austrália e Nova Zelândia, além da Europa. Os embarques podem começar já no fim deste ano, ou no início de 2021, de acordo com as pessoas.
A maior fabricante mundial de veículos elétricos eleva a produção em um cenário de maior competição. Montadoras tradicionais começam a fabricar veículos elétricos (VEs) especialmente para o mercado chinês, onde rivais domésticas, como a BYD, já têm uma base sólida.

Nesta semana, a General Motors anunciou a compra de uma participação acionária por US$ 2 bilhões na fabricante de caminhões elétricos Nikola Corp.
Um representante da Tesla na China não quis comentar.
As ações da Tesla subiram quase 500% de janeiro ao final de agosto.
A principal fábrica da Tesla está localizada em Fremont, Califórnia, onde a empresa monta o Model S, Model X, Model Y e Model 3.

A empresa também está construindo uma fábrica em Berlim, a primeira na Europa. A unidade deve iniciar a produção em meados de 2021, um cronograma ambicioso para o CEO Elon Musk.
A demanda global por VEs está em alta, impulsionada por regulamentações de emissões mais rígidas na Europa e crescente conscientização sobre a mudança climática e dos impactos negativos de carros movidos a combustíveis fósseis no meio ambiente.
Embora a pandemia de coronavírus tenha afetado as vendas de todos veículos – as vendas globais de veículos elétricos para passageiros caíram 15% no segundo trimestre -, o mercado de VEs deve crescer cerca de 7% neste ano.

 

Fonte: MoneyTimes