Arquivos

Categorias

  • Nenhuma categoria

Otimista, Guedes prevê aprovação da reforma administrativa ainda em 2020

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quarta-feira (9/9) acreditar que a reforma administrativa, que mexe na carreira e no ingresso de novos servidores públicos, vai ser aprovada até o fim de 2020.“A reforma vai ter um curso relativamente suave no Congresso, acho que vai ser aprovada ainda neste ano”, disse Guedes, em live com o IDP – o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), participou do encontro.“Se o Congresso quiser apertar um pouco mais, aperta; se quiser suavizar, suaviza; mas acreditamos que a reforma está sob medida para ser aprovada”, prosseguiu o ministro da Economia, formado na Universidade de Chicago.Mais sobre o assuntoEconomiaOn-line: Rodrigo Maia e Paulo Guedes debatem a reforma administrativaDiscussão é promovida pelo IDP e conta também com a senadora Kátia Abreu (PDT-TO) e Gilmar Mendes, ministro do STFBrasilPEC da reforma administrativa é entregue a Maia pelo governoEntrega em mãos é maneira de mostrar o compromisso do governo com o texto. O ministro Jorge Oliveira representou o PlanaltoservidorReforma administrativa: mais contratações temporárias, menos concursosA medida é uma das formas que a máquina pública utiliza para não contratar servidores estatutários. Na prática, haverá menos concursosPolíticaBolsonaro justifica reforma administrativa: “A conta é alta para pagar””O que mais pesa para nós é a Previdência e servidor, aí incluindo servidor civil e os militares da União”, disse o presidente durante liveSem apresentar dados, o ministro da Economia disse ainda acreditar que, depois da pandemia do novo coronavírus, “ficou muito claro que a população e a opinião pública estão ao lado dessas reformas”.Paulo Guedes aproveitou para criticar os governos petistas. “Estouraram os gastos públicos, deram aumento generalizado de salário, e nós não atingimos esses requisitos de meritocracia”, afirmou.E ressaltou, segundo ele, a importância da reforma. “Estamos traçando uma estrutura que pode tornar o setor público brasileiro uma referencia para o futuro, sem atingir nenhum dos direitos adquiridos no presente”.ServidorReforma administrativa do governo pode reduzir salários iniciais Michael Melo/Metrópolesreforma administrativa, servidor públicoA reforma administrativa proposta pelo governo de Jair Bolsonaro ficará para 2021Michael Melo/Metrópolesservidor público federalReforma administrativa vai provocar mudanças nas carreiras públicasMichael Mello/Metrópolesservidor-municipalReforma administrativa ficará para 2021Michael Melo/MetrópolesServidor Publico – TrabalhadorReforma do governo prevê fim da estabilidade dos servidoresMichael Melo/MetrópolesServidor – Ministerio da EconomiaMinistério da EconomiaThiago S. Araújo/Especial para o Metrópoles0

Fonte: Metropoles