Arquivos

Categorias

  • Nenhuma categoria

Citando praias cheias e bares, Neto diz que Salvador teve feriadão ‘complicado’

O feriadão do 7 de setembro teve o final de semana “mais complicado” em Salvador desde o início da pandemia em relação a descumprimento de decretos, segundo o prefeito ACM Neto. Ele falou do alto número de interdições de bares e restaurantes que desrespeitaram protocolos e também de cenas de pessoas nas praias, o que também não está permitido na capital baiana por conta da pandemia de covid-19.

Neto negou que ver as praias cheias faça com que pense em liberar os espaços. “Aconteceram episódios que foram devidamente coibidos pela Guarda Civil e Secretaria de Ordem Pública”, disse, destacando que as cenas em Salvador foram menos intensas do que em outras cidades brasileiras. “É interessante você comparar fotografia das praias de Salvador com as de outras praias do Brasil. Vi matérias nacionais que mostravam esse contraste. Praias do litoral de vários estados repletas de gente, tomadas por aglomerações, e as praias de Salvador pelo contrário, sem ninguém. Onde houve tentativa de burla ao decreto, agimos rapidamente”, garantiu.

O prefeito diz que a fiscalização vai continuar. “Foi o final de semana mais complicado desde que começou a pandemia. Para trazer uma ideia de comparação, no primeiro final de semana após reaberutra de bares tivemos 25 interdições. Nesse último tivemos 52 interdições, nas mais diferentes localidades de Salvador. Centro, periferia, bairro nobre, pobre, onde seja, fizemos fiscalização”, afirmou. “Não vamos aliviar em relação a isso. Da mesma forma que não é porque houve tentativa de burla ao decreto e algumas pessoas foram para praia que nós vamos liberar praia de maneira indiscriminada”.
Segundo ele, as análises sobre possível liberação gradual das praias, inicalmente apenas para práticas de atividades esportivas, continuam sendo feitas pelas equipes municipais. “Mas ainda não há decisão tomada”.
Sobre o retorno de mais atividades previstas para a fase 3 da retomada, que começou parcialmente, o prefeito afirma que tudo será reaberto com cautela. “Por duas semanas consecutivas nós já anunciamos algumas atividades. Na última sexta, inclusive, um conjunto expressivo. Estamos voltando aos poucos, com a cautela necessária, observando o impacto de cada retomada. É possível que no final dessa semana anunciemos mais algumas atividades, para começar na próxima semana”, disse.

Apesar disso, ele salientou que a pandemia não acabou e pediu que a população continue sendo cuidadosa. “Fico muito preocupado, sobretudo depois desse último final de semana, do feriado, a gente percebe que na cabeça de algumas pessoas a pandemia acabou, não tem mais o coronavírus. Me preocupo muito com essa postura. O pior já passou, a pandemia está controlada, mas estamos longe da total segurança”, destacou.
Salvador continua registrando média de seis mortes pela covid-19 por dia, disse. “Ainda não é possível ninguém prever uma data para quando vamos ter a vacina, quando vamos alcançar a imunidade coletiva. Estamos sepultando ainda em Salvador uma média de seis pessoas por dia. Em dez dias, são 60 pessoas, morrendo por conta da covid. Não dá para a gente ter esse sentimento de que já está tudo resolvido, passou a pandemia, dá pra tirar máscara, esquecer o distanciamento, que foi o que vimos em muitos lugares do Brasil. Se comparar Salvador com o resto do país, vimos muito menos aqui. Não dá pra esse sentimento do ‘já ganhou’ dominar as pessoas”.

Fonte: Correio24horas